Saudades vó

Vó, hoje bateu uma saudade da senhora. Talvez tenha sido um cheiro gostoso que invadiu meu quarto sem razão e quando esses aromas diferentes aparecem, acredito que recebi visitas que não consegui ver. Pelo doce, só poderia ter sido você.

Sabe, quando as coisas estão difíceis, como agora, me imagino deitada no seu colo, enquanto recebo o melhor cafuné do mundo. Lembro daquela sua calça de veludo, que eu acariciava enquanto recebia esse afago.

Suas palavras sempre tão cheias de preocupação comigo, com minhas escolhas; por ter conhecido o mundo e suas complicações. Por outro lado, uma ingenuidade tão grande ao ouvir o que eu via deste mesmo mundo. Seu olhar era diferente de todos, via amor, ou a falta dele, em tudo.

Como você faz falta… Acho impossível descrever a alegria que as lembranças de sua companhia me trazem. Peço a Deus que não as apague da minha memória mesmo velhinha, ou me tire do ar pra viver só nesta sintonia.

Sei que de onde você estiver, me iluminará e acariciará em todos os momentos ruins. Nas noites que eu passaria em claro, me fará dormir.

Queria mais amores como o seu no mundo, com certeza este aglomerado de gente seria mais justo, puro, companheiro e genuíno. Mais uma vez, sinto sua falta. Fica aqui um beijo, um cheiro e um choro.

Vivian Rabello

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: