Fashion Revolution Day

O assunto é interessante por dois motivos, um pela iniciativa e outro por ser desses movimentos que nós tanto gostamos de citar por aqui.

Fashion Revolution DayO Fashion Revolution Day acontece hoje em razão da tragédia que aconteceu em Dhaka, Bangladesh, há exatos dois anos, quando o prédio Rana Plaza onde ficavam pequenas fábricas desabou, matando 1133 pessoas e mais de 2500 ficaram feridas.

Dentre as marcas que utilizam os serviços da fábrica foram listadas Zara, GAP, Tommy Hilfigher, Calvin Klein, H&M, a distribuidora Inditex e até a maior rede de supermercados do mundo, o Wal-Mart. Depois do ocorrido, as grifes se comprometeram a ajudar o governo a melhorar as condições dos trabalhadores da região; a H&M inclusive assinou contratos com ONGs além do governo.

Bangladesh é um dos países mais pobres do mundo, superpovoado e vive uma luta para melhorar as condições de trabalho na setor têxtil, responsável por 80% do PIB.

Fashion Revolution Day O projeto possui 71 países envolvidos e visa certificar a origem de confecção das marcas; para que situações como a do Rana Plaza não se repitam. Em todas as redes sociais com #whomademyclothes ou #fashrev, eles estão mobilizando milhões de pessoas por todo mundo. No próprio site da ação, você pode endereçar uma pergunta sobre sua peça de roupa para a marca, perguntando quem a fez, demonstrando apoio a causa.

Uma iniciativa incrível de uma indústria que movimenta bilhões somente no Brasil.

  1 comment for “Fashion Revolution Day

  1. Mariana Rabello
    24 de abril de 2015 at 15:17

    Sensacional saber como as marcas estão se preocupando mais com a origem daquilo que vendem! Iniciativa incrível!

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: