Sou dessas mulheres

Acordo cedo, muito cedo. Não dá tempo de amargar o despertador. Tenho pressa. Mas da janela do ônibus vejo a vida passando devagar. Olho ao redor e até consigo reparar que outras pessoas estão ali, na batalha como eu. Trabalho com afinco para me superar mais a cada dia. Respiro. Isso me faz perceber que estou conseguindo. Principalmente quando compareço à academia após um dia exaustivo no escritório. Ser mulher é isso, dar conta de tudo.

Durante o almoço visualizei um perfil de moda no Instagram; que me estimulou a usar laranja no final de semana, e a cortar o cabelo; já faz tempo da última vez. Quando uma mulher procura por mudanças, a primeira geralmente é nas madeixas, e com certeza a mais segura.

A caminho de casa o telefone apita, mensagem de um cara que já gostei, mas nossa, não lembrava mais de você. Passou; ainda bem. Se bem que aquele gatinho, amigo da Érica poderia aparecer. A confusão da semana não me permitiu programar nada pro sábado, e adoraria conversar por horas, de novo, com ele. Faz falta carinho e atenção, enquanto lutamos pra vida dar certo, não é? Deixa pra lá, o Netflix com pipoca farão tudo isso por mim hoje.

Em casa, a Paty me liga “vamos dançar”. A semana foi complicada, mas dançar me fará distrair. Topo, visto uma roupa leve, faço um olho preto e a encontro. Extravasar, ver pessoas diferentes; nem parece que eu sofri alguma vez. A vida está gostosa, correspondendo aos meus cortejos. As horas passam, meus cabelos se divertem e sorrio com as músicas que animam meus passos.

Família, lavanderia, estética, meu quarto, tanta coisa, que o fim de semana encurtou. Pisquei e já me encontro voltando para o furacão. Não reclamo; sei que a semana será linda, mesmo imaginando todos os pepinos que me esperam e a braveza da minha amada chefe.

A luta é dura, mas tem sido gratificante me olhar no espelho. Não pela minha beleza, pelos quilos à menos ou pelos meus novos sapatos. Sou mais forte, confiante e realizada. A vida está passando muito rápido, mas os dias tem sido muito felizes. Que continuem assim…

Este texto é dedicado às mulheres admiráveis que levantam todos os dias para construir uma vida que lhes traga satisfação. Sabem que é difícil, mas continuam sem pensar em desistir. Em especial a minha irmã Mariana, que faz aniversário hoje e é um exemplo de dedicação e foco. Me inspira ver como ela dribla o drama e encontra força todos os dias, pra se aproximar da mulher que pretende se tornar. Amo você meu orgulhinho.

  3 comments for “Sou dessas mulheres

  1. Mariana Rabello
    6 de março de 2015 at 22:32

    Meu amor!!! Amei o texto, me traduziu de formas e maneiras que nem sei descrever!! Te amo e tenho orgulho da irmãzona que tenho!!!

  2. 8 de março de 2015 at 11:38

    Lindo vi!!!! Sucesso sempre querida!!!!!!

  3. Jamile
    10 de março de 2015 at 08:45

    Amei esse texto ! ♥
    Traduz o que a maioria das mulheres vivem e sentem …
    Sucesso !!

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: